Cursos

Voltado para profissionais das áreas de Medicina Veterinária, Biotecnologia e afins, o curso tem como objetivo capacitar os participantes nas técnicas de PIV, OPU e TE por meio de informações teóricas e manipulação nos procedimentos práticos. Isto porque o objetivo do curso é preparar o aluno para o mercado de trabalho e com isso tem-se que ter o domínio das técnicas e procedimentos. Segue abaixo a relação de cursos oferecidos:

Maturação, fecundação e cultivo in vitro

  • Descrição geral: A Produção In Vitro de Embriões (PIV), terceira geração das biotécnicas reprodutivas, é uma técnica que valoriza com mais eficiência o potencial genético das doadoras. Com o advento da ultrassonografia, a PIV, originalmente desenvolvida a partir de oócitos obtidos de ovários de matadouro, tem evoluído bastante, dada à possibilidade de recuperação de ovócitos por punção folicular guiada por ultrassom (OPU), em fêmeas vivas e de genética superior.
  • Objetivos: Voltado para profissionais das áreas de Medicina Veterinária, Biotecnologia e afins, o curso tem como objetivo capacitar os participantes na técnica de PIV, por meio de informações teóricas e manipulação nos procedimentos de maturação, fecundação e cultivo embrionário in vitro.
  • Conteúdo:

    O conteúdo programático inclui informações teóricas e práticas sobre:

    • 1. Conceitos gerais da fisiologia ovariana bovina (ovogênese e foliculogênese);
    • 2. Noções gerais da produção in vitro de embriões;
    • 2.1. Materiais utilizados no procedimento;
    • 3. Seleção de oócitos:
    • 3.1. Rastreamento, lavagem e classificação dos oócitos;
    • 3.2. Transporte dos oócitos;
    • 4. Maturação in vitro:
    • 4.1. Manipulação dos oócitos no laboratório;
    • 4.2. Confecção das placas de maturação;
    • 5. Fertilização in vitro:
    • 5.1. Preparação espermática;
    • 5.2. Seleção espermática;
    • 5.3. Capacitação espermática;
    • 5.4. Fecundação in vitro;
    • 5.5. Manipulação dos oócitos maturados;
    • 5.6. Confecção das placas de fecundação;
    • 6. Cultivo in vitro
    • 6.1. Confecção das placas de cultivo;
    • 6.2. Manipulação dos zigotos;
    • 6.3. Avaliação da clivagem;
    • 6.4. Feeding;
    • 6.5. Avaliação embrionária;
    • 6.6. Envase;
    • 7. Procedimentos e rotina do laboratório;
    • 8. Noções básicas de esterilização.
  • Carga Horária: 20h semanais (Total: 240h).

Congelação de embriões de FIV (Vitrificação)

  • Descrição geral: O método de vitrificação de embriões tem despertado o interesse em várias espécies por requerer equipamentos de baixo custo e permitir sua execução de modo mais rápido. O princípio fundamental da vitrificação reside na necessidade de remover o máximo possível de água das células através da adição de altas concentrações de crioprotetores, promovendo a solidificação das células sem que haja a formação de cristais de gelo intra e extracelular. Esse processo é determinado pela extrema elevação da viscosidade e rápidas taxas de resfriamento e aquecimento.
  • Objetivos: O curso visa capacitar o participante a utilizar o procedimento de vitrificação de embriões produzidos in vitro. Aborda os conhecimentos práticos e teóricos referentes à tecnologia.
  • Conteúdo

    • 1. Manipulação e seleção dos embriões antes da vitrificação;
    • 2. Vitrificação:
    • 2.1. Materiais utilizados no procedimento
    • 2.2. Conhecimento dos tipos de soluções para vitrificação.
    • 2.3. Velocidade de congelamento
    • 2.4. Tempo de exposição a solução crioprotetora;
    • 2.5. Tipo de envase ou suporte físico;
    • 2.6. Estocagem em Nitrogênio Líquido (-196°C);
    • 3. Aquecimento dos Embriões
    • 3.1. Materiais utilizados no procedimento,
    • 3.2. Tipo de meios utilizados para o reaquecimento.
    • 3.3. Tempo de exposição dos embriões nos meios
    • 3.4. Avaliação da qualidade e viabilidade dos embriões no final do procedimento a após cultivo por 2 horas.
  • Carga Horária: 12h semanais (Total: 48h).

Ultrassonografia Bovina Básica e Aspiração Folicular De Fêmeas Bovinas

  • Descrição geral: A aspiração folicular é uma ferramenta essencial à produção in vitro de embriões bovinos (PIVE), já que permite obter, recuperar e classificar os óvulos. Aprimorar o conhecimento básico e aplicado da técnica de aspiração folicular orientada por ultrassonografia contribui para a formação de recursos humanos que possam aplicar e/ou disseminarem essas técnicas, para uso comercial ou de pesquisa e desenvolvimento. O Brasil é hoje o maior produtor de embriões bovinos in vitro do mundo, representando mais de 80% do mercado mundial. O curso irá abordar os aspectos comerciais da aspiração folicular no Brasil, a anatomia do aparelho reprodutor de fêmeas bovinas, aspectos gerais da fisiologia ovariana, equipamentos e infraestrutura necessários para OPU, a prática da aspiração folicular ovariana, o rastreamento e classificação de ovócitos, além dos métodos de envase e transporte dos ovócitos até os laboratórios de FIV.
  • Objetivos:Capacitar os profissionais de Medicina Veterinária para aplicação de técnicas de Aspiração Folicular, alem de transmitir conhecimento sobre aspecto da fisiologia reprodutiva de bovinos, adoção de protocolos de super-ovulação de doadoras, com aulas práticas, teóricas e treinamento para realização das técnicas de aspiração folicular e rastreamento de oócitos.
  • Conteúdo

    • 1. Ultrassonografia e aspiração folicular;
    • 2. Avaliação e seleção de doadoras de oócitos;
    • 3. Apresentação do Material;
    • 4. Cuidados básicos com equipamentos;
    • 5. Acompanhamento de procedimentos de rotina da Embryo Rio Preto;
    • 6. Fatores biológicos que afetam a recuperação de oócitos;
    • 7. Base da ultrassonografia e pratica de ultrassonografia;
    • 8. Protocolos utilizados em animais submetidos a punção de oócitos;
    • 9. Acompanhamento de ultrassonografia;
    • 10. Avaliação de conhecimentos práticos de palpação retal e ultrassonografia;
    • 11. Lesões ovarianas e efeitos na fertilidade da doadora;
    • 12. Classificação e manipulação de complexos cumulus-oócito;
    • 13. Conduta em propriedades.
  • Carga Horária: 8h semanais (Total: 192h).

Transferência De Embriões

  • Descrição geral: A técnica de transferência de embriões (T.E.) se desenvolve rapidamente na pecuária bovina brasileira. Com ela, o melhoramento genético pode ser efetuado com mais rapidez e eficiência, mesmo em pequenas populações de animais, com a disseminação do material genético de uma fêmea zootecnicamente superior. Com a finalidade de aproveitamento da capacidade reprodutiva de animais geneticamente superiores e tendo conhecimento da fisiologia ovariana, deu-se o desenvolvimento de protocolos hormonais possibilitando assim a ovulação múltipla seguida da transferência de embriões.
  • Objetivos:Capacitar os profissionais de Medicina Veterinária para aplicação de técnicas de transferência de embriões (super-ovulação, coleta, inovulação e congelamento de embriões), alem de transmitir conhecimento sobre aspecto da fisiologia reprodutiva de bovinos, adoção de protocolos de super-ovulação de doadoras, sincronização de receptoras, abordagem da tecnologia de criopreservação de embriões, com aulas práticas, teóricas e treinamento para realização das técnicas de coleta e inovulação de embriões.
  • Conteúdo

    • 1. Conceitos e princípios de TE;
    • 2. Infraestrutura, equipamentos e materiais;
    • 3. Fisiologia da reprodução de fêmeas bovinas;
    • 4. Protocolos de super-ovulação;
    • 5. Protocolos de sincronização de receptoras (TETF);
    • 6. Critérios de seleção de doadoras;
    • 7. Manejos sanitários de programas de TE;
    • 8. Exigências nutricionais de doadoras e receptoras em programas de TE;
    • 9. Coleta de embriões (lavagem uterina), rastreamento e classificação das estruturas;
    • 10. Métodos de inovulação;
    • 11. Congelamento de embriões;
    • 12. Sistema de escrituração zootécnica;
    • 13. Implantação de programas de TE (Custos, condições mínimas e resultados);
    • 14. Controle de qualidade (lavagem, esterilização e outras práticas).
  • Carga Horária: 8h semanais (Total: 192h).